Liberdade

janeiro 31, 2010

Gosto das Árvores gigantes, como as Sequóias e Baobás que se espalham e crescem ousadamente, tentando alcançar o céu com seus galhos altos e ao mesmo tempo chegar ao centro da Terra com suas imensas e profundas raízes. Apesar de fixas em um local, me lembram possantes cavalos selvagens, galopando livres nos prados. Porque cada um a sua maneira está liberando a energia exuberante que possui sem limites de liberdade.
Ninguém pode fazer um cavalo selvagem trotar, e nem tampouco ordenar a uma árvore que contenha seus galhos ou suas raízes, num determinado limite.
E nós, homens, também nascemos com toda essa exuberância ilimitada e pura dos vegetais e animais.
Mas a sociedade nos poda a todo instante em nossas manifestações sinceras, espontâneas e naturais.
Se damos uma gargalhada, somos mal educados. Devíamos só sorrir.
Se expomos nossa opinião francamente, somos rudes. Precisamos de polimento.
Se somos emotivos, não temos controle. Precisamos aprender a controlar nossas emoções.     
E se declararmos nosso amor, ah! Aí então, ultrapassamos todos os limites do certo e errado. Somos ousados, indecorosos, caras de pau e etc…
Bem, você nasce alegre, extrovertido e brincalhão, mas começa a ser mau interpretado e tachado desfavoravelmente.
Resultado, sem nem se dar conta você começa a se fechar progressivamente.
É a sua liberdade sendo caçada, a sua exuberância sendo manietada.
E de repente, um belo dia, alguém te fala que você é muito sério, muito tenso e intenso, que tem que levar a vida de forma mais ligt.
E só então você percebe a total transformação que se operou de forma tão gradual, devido às decepções e recriminações, que você nem notou.
Á você que tem uma alegria nata e exuberante, é que me dirijo agora:
Cuidado, fique atento, e não permita que o transformem em um Ser triste, apagado e limitado. Dê gargalhadas, seja sempre autêntico e se você não está prejudicando ninguém, não dê a mínima para quem tentar te manietar ou cercear sua liberdade; de rir, de chorar, de amar, de viver.

“A Liberdade é defendida com discursos e atacada com metralhadoras”.
(Carlos Drummond de Andrade)

Fonte das Figuras: www.mavizel.com.; fitosophia.wordpress.com; pt.wikipedia.org; http://www.mabelnews.com


Nariposa

janeiro 23, 2010

Em uma atípica ocasião em que assistia a um pedaço de capítulo da novela da Globo as 21 horas.
Achei interessante, uma garota se referir ao namorado, com a expressão namorido.
Porque de verdade, hoje em dia ninguém é só namorado, e nem chega a ser marido, muito facilmente.
Mas, todos vivem um tipo de relacionamento nesse meio termo, entre namorado e marido.
Então, me perguntei qual seria o feminino de tal expressão.
Apenas por uma questão de justiça social, entende? Rs…Rs…Rs…
Pois os garotos também têm direito ao uso do adjetivo, afinal eles usam o processo muito mais que nós, mulheres. E cheguei a seguinte palavra: “nariposa”.
Que se fossemos usar o mesmo critério de dedução, encontraríamos: namorada esposa.
Mas eu particularmente, prefiro uma outra dedução, que se encaixa melhor às mulheres de um modo geral.”Namorada Mariposa”.
Porque a mulher, como a mariposa na (Lenda) tem um corpo frágil e uma alma sensível, está sempre em busca do amor verdadeiro, e não dá a mínima à alguém que tente fazê-la acreditar que não compensa tentar alcançar sua estrela (alma gêmea), e continua na busca, indo sempre além de seus limites, na tentativa de alcançar sua estrela. E essa busca com o tempo, acaba trazendo um grande crescimento interior, e só isso já faz ela amar ainda mais sua estrela, e lhe dá a certeza de que vale a pena sim, tentar. Mesmo que não se chegue a conseguir alcançar sua estrela. Posto que o amor verdadeiro e o encontro de almas gêmeas é utopia nesse mundo, onde se prefere os meio termos. Mas o crescimento é real, e só os que têm coragem de sonhar e correr o risco de viver seus sonhos, é que têm no mundo, algumas vezes, a gratificação da felicidade, ou seja: os loucos…Como eu.

Ps: Estou vivendo meu lado animal, e encontrando grande assimilação. He, he, he.
Daqui a pouco serei uma possante égua galopando livre nos prados, ou uma sensual pantera espreitando na floresta, pronta pra dar o bote em quem ousar destruir meu habitat natural. Ah, ah, ah…

Curiosidade: Mulheres e Mariposas, cada uma a sua maneira, garantem a continuidade das especíeis. Pois, as mariposas são importantíssimas na polinização de flores, garantindo uma maior variabilidade de genes entre as espécies.

Alem de terem seu papel ecológico, já que suas larvas servem de alimento a outros animais,e suas asas possuem cerdas que têm uma utilidade enorme para o animal em caso de predação.

A Lenda da Mariposa

“Conta a lenda que uma jovem mariposa de corpo frágil e alma sensível voava ao sabor do vento certa tarde, quando viu uma estrela muito brilhante e se apaixonou.

Voltou imediatamente para casa, louca para contar à mãe que havia descoberto o que era o amor, mas a mãe lhe disse friamente: – Que bobagem! As estrelas não foram feitas para que as
mariposas possam voar em torno delas. Procure um poste ou um abajur e se apaixone por algo assim; para isso nós fomos criadas.

Decepcionada, a mariposa resolveu simplesmente ignorar o comentário da mãe e permitiu-se ficar de novo alegre com a sua descoberta e pensava: Que maravilha poder sonhar..!!!

Na noite seguinte, a estrela continuava no mesmo lugar, e ela decidiu que iria subir até o céu, voar em torno daquela luz radiante e demonstrar seu amor. Foi muito difícil ir além da altura com a qual estava acostumada, mas conseguiu subir alguns metros acima do seu vôo normal. Entendeu que, se cada dia progredisse um pouquinho, iria terminar chegando à estrela, então armou-se de paciência e começou a tentar vencer a distância que a separava de seu amor.

Esperava com ansiedade que a noite descesse e, quando via os primeiros raios da estrela, batia ansiosamente suas asas em direção ao firmamento.

Sua mãe ficava cada vez mais furiosa e dizia: – Estou muito decepcionada com a minha filha! Todas as suas irmãs e primas já têm lindas queimaduras nas asas, provocadas por lâmpadas..!!! Você devia deixar de lado esses sonhos inúteis e arranjar um amor que possa atingir.
A jovem mariposa, irritada porque ninguém respeitava o que sentia, resolveu sair de casa. Mas, no fundo, como, aliás, sempre acontece, ficou marcada pelas palavras da mãe e achou que ela tinha razão.
Por algum tempo, tentou, mas seu coração não conseguia esquecer a estrela, e, depois de ver que a vida sem o seu verdadeiro amor não tinha sentido, resolveu retomar sua caminhada em direção ao céu.

Noite após noite, tentava voar o mais alto possível, mas, quando a manhã chegava, estava com o corpo gelado e a alma mergulhada na tristeza. Entretanto, à medida que ia ficando mais velha, passou a prestar atenção a tudo que via à sua volta. Lá do alto podia enxergar as cidades cheias de luzes, onde provavelmente suas primas e irmãs já tinham encontrado um amor, mas, ao ver as montanhas, os oceanos e as nuvens que mudavam de forma a cada minuto, a mariposa começou a amar cada vez mais sua estrela, porque era ela quem a empurrava para ver um mundo tão rico e tão lindo.

Muito tempo depois resolveu voltar à sua casa e aí soube pelos vizinhos que sua mãe, suas irmãs e primas tinham morrido queimadas nas lâmpadas e nas chamas das velas, destruídas pelo amor que julgavam fácil.
A mariposa, embora jamais tenha conseguido chegar à sua estrela, viveu muitos anos ainda,
descobrindo que, às vezes, os amores difíceis e impossíveis trazem muito mais alegrias e benefícios que aqueles amores fáceis e que estão ao alcance de nossas mãos.

Com esta lenda aprendemos duas coisas: valorizar o amor e lutar pelos nossos sonhos, porque sabemos que é a realização deles que nos faz feliz e lembrarmos: ”

“O mundo está nas mãos daqueles que têm coragem de sonhar, e correr o risco de viver seus sonhos”.
( Maktub)

Fonte da Figura:

cosmicamentenosso.blogs


A Fênix e os Sonhos

janeiro 16, 2010

Meus Sonhos viverão mais que Eu, porque sou uma Mulher de Fé.
Sou como a Fênix, que renasce das próprias cinzas.
E como Águia que sou, meu Destino é as alturas.
E Sonhar é voar Livre em um céu sem limites, onde se pode alcançar o topo do mundo, ou o mais, fundo dos precipícios.
E depois de cada experiência por mais fundo que se chegue do abismo, ou mais alto que se alcance do topo;
Ressurgir Magnífica como a Fênix, para mais um vôo de exploração dos Sonhos…Alem de todos os limites.
Mesmo que mais 100 anos de solidão lhe tragam dor e lamentação, ainda assim, ela renasce, para cumprir o seu destino, como o Sol, que morre todos os dias para renascer no seguinte, ou a Espuma do Mar que vem morrer na Areia trazendo seu ultimo beijo, pra renascer na próxima onda.
São ciclos. Como os Sonhos. Sempre renascendo em nós, e nos fazendo Renascer . Como as Ondas, como o Sol. Como a Fênix…

“Nas Asas do pensamento, aprendi a Voar…
Voando Livre, aprendi a Sonhar…
Sonhando, fica mais bonito Viver…
Escrevendo, consigo me Resolver!!!”
(Graça Mourão)

Fonte da Figura:pt.wikipedia.orgwiki


Recuperação

janeiro 9, 2010

Se você sofreu uma grande desilusão, saiba que existe, um passo a passo, para a recuperação.
É impossível não sofrer ou chorar intensamente, por qualquer coisa que nos lembre os momentos mágicos que vivemos.
Na verdade essa é a primeira etapa, para a recuperação. Mas não precisamos sofrer mais que o necessário.
Compare o processo à cicatrização de uma ferida. No inicio, enquanto ela está em carne viva, não conseguimos nem tocá-la. Depois devemos ter muito cuidado, para não reabri-la, e só quando ela cicatriza quase completamente, podemos tocá-la sem sentir dor.
Assim, devemos passar a segunda etapa da recuperação: (Não Tocar na Ferida).
Tire do alcance dos olhos, dos ouvidos, e mesmo sendo muito difícil, também da mente, tudo que te faça lembrar e conseqüentemente sofrer.
Aos poucos, você vai perceber, que uma traiçoeira saudade vai te tomando, e se você não resistir a ela e masoquistamente, procurar ver ou ouvir coisas que te façam lembrar, perceberá, que uma tristeza imensa se apoderará de você, mas o sofrimento intenso que sentia antes e o pranto desesperado, já não estarão mais presentes, quando muito uma lágrima solitária , fugirá de seus olhos e seu controle.
Estamos entrando na terceira etapa do processo, onde começamos a exorcizar a tristeza e voltar a ver, ouvir e desejar, o que tão sadicamente nos fez sofrer intensamente.
Mas não se preocupe, essa é mesmo uma faceta do Ser Humano. Faz parte da recuperação sadia, onde não ficaram traumas. E além do mais, o desejo é sinal de que estamos voltando a vida. E enquanto ainda desejamos, o tempo está passando, e tudo pode acontecer. Você pode um belo dia acordar e perceber, que já não deseja mais, está liberto, a ferida cicatrizou. Ou ainda, você pode atender a porta, e dar de cara com um buquê de rosas vermelhas, escondendo o rosto dos seus sonhos. E nesse momento, você com certeza será assaltado por uma enorme alegria, ou uma espantosa indiferença.
Só o tempo pode revelar seus mistérios.
Depois da terceira etapa, não importando o que aconteça, você estará curado. Voltou a viver, e talvez a fila tenha andado, e então você perceba que já não te interessa o passado.

“Não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito”.
(William Shakespeare)

Fonte da Figura:pt.wikipedia.orgwiki


Estou de Volta

janeiro 2, 2010

Primeiro Dia do Ano, que chega trazendo a responsabilidade de voltarmos às nossas obrigações, impostas por nós mesmos, talvez como missão, que nos faz sentir a alma mais leve, ao fazer algo que pensamos possa ajudar a amenizar o sofrimento de alguém, e que acaba amenizando nosso próprio sofrimento.
Assim voltamos a esse espaço, para tentar exprimir através das palavras, uma idéia ou ação que nos alivie os sentimentos que nos atropelam, sempre na tentativa de passar uma mensagem positiva, para a superação dessas emoções.
Dizem que esse Ano de 2010, é o Ano Dourado. E que devemos falar sempre essa frase, como se fosse um Mantra. “2010 é o Ano Dourado”. Para termos sorte e sermos felizes.
Então vamos esquecer as coisas que nos fizeram sofrer em 2009, e lembrar só as que nos fizeram felizes.
E praticar o Mantra. “2010 é o Ano Dourado”.
Feliz Ano Dourado a todos.

“Quando você achar que tudo se acabou, e as lágrimas se derramarem de teus olhos incontidas, como a chuva que cai do céu…
Lembre-se: Um dia de chuva também se acaba, e o outro pode ser de Sol.
Tão Dourado como desejamos que seja 2010.”
(Graça Mourão)

Fonte da Figura: pt.wikipedia.orgwiki