Letras Rubras

abril 25, 2010

Transbordam do coração
Em torrente desenfreada
Letras tingidas de emoção
Como rosa despetalada

No papel caindo vão
Em rubros versos se fazendo
Mostrando a alma em combustão
Vivendo de amor, de amor morrendo.

E nessa dança caótica
A canção se faz
De ritmo em mistura exótica
Tango, valsa e o fúnebre som do nunca mais…

E nesse constante viver e morrer
Nasce a libertadora poesia
Que ameniza o sofrer
E faz novo, o novo dia!

E assim vamos nós
Pobres seres amalgamados
Caminhando sempre sós
Desejando ser amados.

Nós nunca somos tão desamparadamente infelizes como quando perdemos um amor.”
(Sigmund Freud)

Fonte das Figuras:
farm1.static.flickr.com/168/484311342_833e7cc
2.bp.blogspot.com/_ro3Ja9aXnek/Sv9WwmautoI/AA…

Anúncios

Terceira Fase; A melhor da Vida

abril 11, 2010

Antes que termine o dia, eu quero estar renascida. Quero que todos os sonhos ruins se apaguem da minha mente. Quero que todos os sonhos bons se apaguem do meu coração. Posto que são só sonhos, que se apaguem todos. Que não existam expectativas, ou metas a alcançar.
Quero começar um caminhar recém-nascida, sem nada esperar, sem nada desejar. Com disposição apenas, para agradecer o que a vida quiser me ofertar. Livre de angústias, livre de desejos.
Simplesmente um SER peregrino, aberto às surpresas, que possam se mostrar ao dobrar de cada esquina da vida.
Com a alma intocada, para saborear as alegrias de cada pequena surpresa, e o coração puro para sentir gratidão.
Depois de viver as obrigações e sofrer todas as angústias das fases da vida; Realizar todos os sonhos possíveis e até alguns com aparência de impossíveis. Enfim, não existem mais obrigações. Nem de sucesso, nem de sobrevivência, sua ou de outros, que um dia foram sua responsabilidade.
È chegada a hora de tentar o mais difícil de todos os sonhos.
Limpar a alma, o coração e a mente, e se entregar à vida. Novo como um recém-nascido. Pronto para viver a felicidade de ter chegado à melhor de todas as fases. A terceira e última. Onde você pode apenas curtir um dia de cada vez, sem preocupações com o dia de amanhã, sem expectativas, nem mesmo de acordar amanhã, pois o hoje te basta.
Mas para estar feliz hoje, ou na hora da partida, é preciso apagar o ontem, e partir
para a terceira fase exatamente como um recém-nascido.
Sem Ontem, sem amanhã. Com a alma intocada e o coração puro.

Não viva no passado, não sonhe com o futuro, concentre a mente no momento presente.
(Sakyamuni)

Fonte da Figura:

1.bp.blogspot.com/s400/renascer.jpg




Outono

abril 3, 2010

Na quietude do campo, aprendendo com a sábia Natureza, observando a chegada do outono que traz a renovação. Tempo do amarelar das folhas, indicando a passagem de um clima quente para outro mais ameno. As chuvas de março vêm fechar o verão, e chegam lavando a alma da gente de todas as frustrações que no verão nos pareceram promessas quentes e verdadeiras, e na letargia do outono se mostram ilusões fugidias e enganosas.
O verão se vai, os enganos também, e a alma imita a transformação do outono, se renovando nesse tempo de mudanças. Deixando para traz tudo que frustrou; Todas as emoções danosas, substituídas pelo simples frescor do campo. O perfume da natureza nos invadindo os sentidos, a calma suave nos abraçando como a brisa que nos rodeia.
E a gente vai pouco a pouco se reestruturando, deixando nossas folhas amarelas caírem, nos recolhemos no inverno que se anuncia, e finalmente quando chega a primavera, estamos outra vez com as portas abertas para novas emoções, e muito mais sábios para dominar os desejos e tentar ser feliz apenas por desfrutar à Natureza e suas maravilhas inofensivas.

“O homem deseja tantas coisas, e no entanto precisa de tão pouco.”
(Johann Goethe)

 Fonte das Figuras: www.orizamartins.com blogdaieda.blogspot.com