O hilário conto da pobre mulher desdentada

novembro 24, 2012

 

A pobre mulher desdentada, escondida no calabouço, despertada pelo forte aroma do pão de alho, sente a fera faminta se formando no estomago, arreganhando dentes vorazes, prontos a devorar a carne sangrenta, a lingüiça deliciosa e o pão de alho perfumado que a aguçou. Uma vontade louca de se arremessar de seu esconderijo sobre as delicias apetitosas a domina por um instante. Mas a velha horrorosa e envergonhada é mais forte, e a pobre mulher desdentada se recolhe, longe da multidão em festa.

Volta a se aquietar em prisão espontânea. Quando ela consegue dominar a fera, eis que a porta de sua cela se abre e uma linda fada aparece solicita, com um prato das iguarias tão desejadas. E a pobre mulher desdentada, sacia a fera esfomeada de dentes vorazes.

Adormecida e satisfeita, um leve sorriso nos lábios, ainda sem dentes, com medo de se entreabrirem, mesmo no sono.

A velha horrorosa, já não tão feia, lembra mais a fugidia beleza da pobre mulher desdentada, antes de estar desdentada, quando ainda podia desfilar um lindo sorriso de dentes brancos e grandes.

O que voltará a acontecer em breve, despachando a velha feia, amainando a fera faminta e transformando a pobre mulher desdentada, na linda mulher que fora um dia.

Enquanto aprecia a exuberante vista que tem de seu canto de reclusão, esta sinistra e verdadeira história, e por isso mesmo hilária, faz a pobre mulher sorrir, um sorriso desdentado.

 

 

Fonte da Figura: canstockphoto.com.br

 


Vitória mais uma vez

novembro 7, 2012

 

Faz-se necessário dar uma pausa em nosso mundinho particular, para estender os olhos ao mundo que nos cerca. E apreciar as maravilhas que se operam para a grandeza do Planeta. Sim. Os EUA são o termômetro do mundo. Se vão bem ou mal, repercutem as conseqüências em todas as outras Nações.

Há 4 anos me emocionei ao presenciar a supremacia da igualdade brilhando forte e superando o preconceito racial.

Não pensei ter outra felicidade tão grande ainda nesta vida.

Mas hoje, mais uma vez fiquei muito feliz!

Ficou comprovado que a cor da pele, nada tem a ver com competência, dignidade e valor. Os americanos elegeram novamente o Presidente Barack Obama.

Dessa vez, conscientes do valor de liderança que ele já mostrou possuir ao atravessar os últimos 4 anos, com pulso forte, porém sem violência, trazendo grandes feitos para os americanos, o que lhe valeu entre outras coisas o “Nobel da Paz” em 2009 e a atual Vitória.

Congratulo-me com o Povo Americano para saldar o Presidente Barack Obama.

Parabéns aos irmãos americanos.

Salve o Presidente!

 

Sr. Presidente, gostaria de poder abraçá-lo pessoalmente, mas como isso é impossível, lhe envio meu abraço virtual e emocionado por sua vitória, com os mais ardentes votos de muito sucesso nesta sua nova empreitada.

 

Um beijo no coração da América

Graça Mourão

7/11/12

Fonte da Figura: Fotos de Vera Vera’s Timeline

facebook.com/photo.php