Saudosismo

outubro 19, 2013

Amor

 

Que saudade do amor

De sentir a alma levitando

Dos arroubos da paixão

Da respiração entrecortada

 

Da terrível dor

De quem está amando

Da imensa emoção

De amar, mesmo sem ser amada

 

Saudade da ternura

Da leveza

Da ventura

Da beleza

 

Da angustia e do tormento

Dos corações apaixonados

Da alegria e do sofrimento

Que é a vida dos enamorados

 

Momentos que se alternam

Em doçura e tristeza

E ainda assim nos desesperam

Pois sem eles, não enxergamos beleza

 

A vida insossa se torna

Nem quente, nem fria

Apenasmente morna

Sem tristeza, sem alegria

 

Vida sem vida!

Saudade da saudade!

 

Dizem que a idade

Nos trás sabedoria

Mas na verdade

Do amor, não temos alforria

 

Com ele ou sem ele

Querendo ou não, viveremos.

Mas dele, somente dele

Escravos sempre seremos.

 

 

“Saudade é uma memória nostálgica perdida no horizonte,
de um apaixonado olhar…”

(Graça Mourão)

 

Fonte da Figura: legadodecain.files.wordpress.com/…/lilith4.jpg

Anúncios